22
Sex, Out
ptenfres

O dia 05 de junho foi o dia escolhido para se referenciar o Meio Ambiente mas ele está em nossa vida diariamente e constantemente. Assim como o dia das mães ou mesmo o dia de finados, não devemos nos lembrar de assuntos tão importantes apenas em datas comemorativas.
Por se tratar de uma grandeza imensurável aos olhos de uma pessoa o “Meio Ambiente” deve ser entendido e sentido por todos nós como o ambiente que nos cerca, e somando-se com os demais ambientes, perto ou longe de você, formaram o ambiente do planeta como um todo.
Diversas são as ações e impactos causados ao Meio Ambiente no decorrer de um dia de sua vida. Mas nem por isso devemos deixar de cumprir com nossas atividades ou necessidades para ter uma vida mais completa e saudável. Por isso os extremismos são perigosos. Em todas as áreas que envolvem ações e atitudes humanas o exagero leva a problemas, seja a ele próprio ou ao meio que o cerca.
Em momentos como os atuais em que mudanças nas nossas rotinas e o modo de levar a vida, impostos por uma pandemia, também são momentos para mudar de atitude em relação a muitas coisas.
O que podemos fazer pelo meio ambiente em uma situação tão específica como o isolamento e/ou distanciamento social?

1º atitude – Consuma alimentos e recursos para manutenção da sua qualidade de vida de modo responsável e cuidadoso. Pense antes de comprar. Faça uma lista de compras. Depois de escrever a lista pode perceber que algumas coisas colocadas ali podem ser descartas ou são desnecessárias.
2º atitude – Separe para reciclagem todo e qualquer material possível de ser aproveitado para esse fim. Por exemplo, não amasse papéis em forma de bolinha para armazenar para reciclagem. Você sabia que quando faz isso dificulta o uso do papel para esse fim? O papel para reciclagem deve ser rasgado e não amassado.

3º atitude – Separe a parte orgânica do seu lixo e não misture a parte não orgânica. Faça uma compostagem na sua casa. Assim você terá um excelente adubo para suas plantas e não gastará nada por isso além de alguns minutos por dia.

4º atitude – Evite gastar água demais para tarefas simples e sempre que possível use a mesma água para mais de uma atividade. A água do tanque de lavar roupas, por exemplo, pode ser aproveitada para lavar a varanda ou baixar a poeira do terreiro.

5º atitude – Faça substituições saudáveis. Troque o refrigerante por sucos naturais. O sorvete industrializado por um caseiro. Uma comida industrializada por uma feita em casa. Assim vai eliminar muitas embalagens que veem para sua casa com as compras além de ter uma vida mais saudável.

6º atitude – Pratique uma atividade manual. Faça um jardim, um artesanato, uma tarefa de casa, ou se arrisque até em um conserto doméstico. Ocupe seu tempo com coisas saudáveis e que lhe tragam retorno. Retorno nem sempre quer dizer dinheiro. Paz de espírito e alegria auxiliam na economia com doenças e depressões.

7º atitude – Compartilhe suas experiências com outras pessoas. Conte para os amigos, vizinhos e parentes suas conquistas com pequenas atitudes. O bem também se propaga e contagia, não só o vírus que está por aí.

8º atitude – Descubra novas mudanças de atitude. E não esqueça que atitude, segundo o dicionário, é o comportamento ditado por sua disposição, maneira ou conduta. Então mude, faça, explore novas atitudes e sempre procure melhorar.

 

 A IMPACTO Engenharia & Consultoria Ambiental, é uma empresa que executa serviços especializados em vários setores da Engenharia de Agrimensura e Meio Ambiente.

 

 

No Dia da Engenharia, são relembradas as vantagens que essa atividade trouxe para a vida humana em sociedade. Ciência e matemática se unem com o propósito de resolver problemas e criar estruturas que facilitam e muitas vezes revolucionam completamente a vida humana. Edifícios, máquinas, computadores e até avanços em áreas como a genética se devem à engenharia.

A equipe do Jornal da Canastra convidou a Direção da Empresa Impacto Ambiental para falar da importância da empresa desta área, na vida humana na sociedade .

A Impacto Engenharia e Consultoria Ambiental, começou em 2010, com a abertura de um escritório em Bambuí/MG, focada em atender clientes do município para os serviços de engenharia de agrimensura, topografia e meio ambiente. Desde então, a IMPACTO ENGENHARIA vem crescendo e evoluindo sempre na execução de serviços especializados de engenharia, contando hoje com o escritório sede em Bambuí e mais 2 filiais nas cidades de Arcos e São Roque de Minas, contando também com mais de 20 funcionários, diretos e indiretos, colaborando para um atendimento de excelência e qualidade.
E assim, já se foram 10 anos, de muitos que virão.

Hoje, a IMPACTO ENGENHARIA tem se tornado referência no atendimento de serviços na área agrícola e industrial, em mais de 20 municípios, tendo se destacado pela inovação, seriedade, qualidade, comprometimento e agilidade de todos os seus serviços prestados a diversos clientes, tanto para o setor privado, quanto para o setor público.

A execução de serviços de engenharia abrang e diferentes processos. A Engenharia envolve a capacidade de aplicar os conhecimentos científicos de forma prática a fim de produzir novas utilidades e serviços.

Na área ambiental atuamos trabalhando diretamente com o meio ambiente elaborando e desenvolvendo projetos para minimizar e mitigar impactos ambientais, permitindo obter lucros da atividade desenvolvida, porém sobre o uso do meio ambiente de maneira sustentável. Atuando em várias frentes, trabalhando com a questão da preservação da água, ar, solo, vegetação, fauna e tratamento correto do lixo, também recuperando áreas que já foram degradadas e obtendo autorizações e licenças ambientais.Além disso, atuamos também em projetos de exploração dos recursos florestais, através do uso de produtos com origem florestal, como é o caso de indústrias que utilizam carvão e lenha, assim como, a permissão do corte de mata de eucalipto, supressão de vegetação nativa e corte de árvores isoladas.

Na área de agrimensura, temos uma ampla área de atuação, como a elaboração e desenvolvimento de mapas da superfície terrestre, fazendo reconhecimento topográfico e geográfico de diversas localidades, tanto na área rural e urbana.
Desenvolvemos e elaboramos diferentes mapas, demarcações de terras na área rural, industrial e em loteamentos, para que tudo esteja de acordo com as Leis Municipais, Estaduais e Federais. Contamos com o uso de modernas tecnologias para os serviços topográficos, com a utilização de softwares de SIG (Sistema de Informação Geográfica) para a elaboração dos desenhos e projetos técnicos, diferentes equipamentos modernos e de alta precisão como GPS, Drone, Estação total, entre outros, que auxiliam nos serviçosde campo, no sensoriamento remoto e o geoprocessamento.

Em empresas do ramo de engenharia é importante contar com uma equipe multidisciplinar de profissionais qualificados, pois, os serviços envolvem o levantamento de dados, cálculos, análises documentais, projetos e desenhos, em consonância com o disposto na legislação federal, normas técnicas e orientações do INCRA, ABNT, CONAMA, e dos órgãos competentes a cada serviço.

A IMPACTO ENGENHARIA segue rigorosamente as leis e normas dos respectivos órgãos responsáveis. Nossa principal prioridade é oferecer um atendimento com excelência a todos os clientes, pequenos ou grandes, para isso estamos sempre disponíveis para contato e prezamos a importância de oferecer todo suporte adequado na execução dos serviços prestados, oferecendo segurança técnica pelos resultados e emitindo Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) através do cadastramento no conselho de classe de todos os profissionais da nossa equipe.
Essa é um pouco da nossa história e trajetória que conta com a nossa vontade de crescer e melhorar sempre!

Agradecemos aos nossos clientes, verdadeiros incentivadores do nosso trabalho, o que demonstra confiança e gera credibilidade da marca IMPACTO ENGENHARIA, orgulho de todos nós, finaliza Cleiber Reinaldo;

 

 

 

 

 

Esta visita à Fazenda do Sino foi para entregar pessoalmente, ao Sr. Leandro Suppioni , o “Certificado” de participação , na lista dos “Melhores do Ano”, de 2020, de Bambuí, categoria Empreendedor Rural e para resgatar a sua história pela importância de seu trabalho, na região de Bambuí-MG.


É no município de Bambuí, MG que está a propriedade da família Suppioni, onde eles cultivam: o milho, soja irrigado, gado e criação de jumentos.
No início de sua carreira, Leandro começou a trabalhar criando gado e mais tarde partiu para a plantação de milho e soja. Hoje, a administração da propriedade é compartilhada com os seus filhos: Gabriel e Felipe Suppioni.


Leandro Suppioni, Produtor Rural fruto da resiliência, competência e profissionalismo, trabalhando ao lado de funcionários profissionais que o ajudam no desenvolvimento da propriedade;Fazenda do Sino é uma referência nacional em Empreendedor Rural!
O otimismo e alegria é estampada no rosto de Leandro Suppioni, produtor que veio para Bambuí há muitos anos para cultivar o seu pedaçinho de terra. E depois de vários anos trabalhando arduamente no campo, hoje a sua fazenda tornou-se referência com a plantação de soja, milho, serviços em silagem , criação de gado, de jumentos entre outros. Filho de produtor rural, Leandro Suppioni diz que veio de Bragança Paulista, em 1993, quando ainda jovem conseguiu com a ajuda de seu pai Levy Suppioni comprar sua terra para criar algumas cabeças de gado, onde vive e trabalha até hoje,ao lado de seus filhos.
Orgulhoso, ele diz contar com o apoio de seus filhos, e funcionários, no desenvolvimento da propriedade.
“Aqui a gente trabalha em família, em equipe. Temos funcionários profissionais para todos os setores da fazenda que nos ajudam em tecnologia para o desenvolvimento da propriedade ,finaliza Leandro, ao JCanastra.

 

-Um bem intangível de imenso valor brota de nossa abençoada terra: a esperança!
Esperança por dias melhores, depois desta Covid -19, esperança por um agronegócio excelente, para alimentar milhares de brasileiros.
“A terra na qual em se plantando tudo dá” como disse Pero Vaz de Caminha, em uma carta enviada ao rei de Portugal, à respeito da terra descoberta: o Brasil tem desafiado o improvável e germinando produção e otimismo recordes, como a Fazenda do Sino!

Que Deus abençoe Leandro e sua família!

Nossa eterna gratidão por vocês existirem e escolher Bambuí, como a sua segunda terra natal!


Nancy Gonçalves Dias

 

Período de submissão de propostas vai até 01 de março. Há benefícios para organizações e para propriedades rurais selecionadas
Coletivos de produtores(as) que tiverem interesse em participar da Chamada Integrada de Organizações Socioprodutivas (OSPs) e Unidades Multiplicadoras (UMs), do Projeto Rural Sustentável – Cerrado, já podem submeter as propostas no site do projeto. As inscrições têm início em 25 de janeiro e vão até o dia 01 de março. Podem participar desta chamada Associações, Cooperativas, Central de Associações/Cooperativas, Sindicatos ou outras instituições formalmente estabelecidas há pelo menos um ano e que tenham atuação em um dos quatro estados abrangidos pelo projeto: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

Ao todo, o PRS – Cerrado vai selecionar 26 OSPs e 3.000 UMs. Atenção: a submissão de propostas deve ser feita apenas pelas organizações. Para produtor(a) que quer ser uma Unidade Multiplicadora do projeto, é necessária a associação a uma organização de trabalhadores(as) da região. O edital não prevê tempo mínimo de associação.

As inscrições podem ser feitas aqui

O que são OSPs e UMs?

No âmbito do projeto, OSPs são coletivos de produtores(as) rurais voltados para o desenvolvimento de práticas produtivas de proveito comum. Formalmente, são pessoas jurídicas sem fins lucrativos e podem ser constituídas como Associações, Cooperativas, Centrais de Associações/Cooperativas, Sindicatos e demais instituições estabelecidas com atividades que visem a extensão produtiva do meio rural.

Essas organizações cumprem papel social importante no desenvolvimento rural, já que é por meio delas que o PRS – Cerrado busca integrar e fortalecer a implantação de práticas sustentáveis em pequenas e médias propriedades rurais. A nucleação das ações do campo será desenvolvida a partir das OSPs — referências também para as articulações com os atores do projeto, desde as famílias de produtores(as) até agentes e instituições de assistência técnica. A partir de análise detalhada sobre essas instituições, serão implantadas ações e atividades que apoiem sua estruturação e gerem mais sustentabilidade para as próprias organizações e produtores(as) vinculados(as).

Já as UMs são propriedades rurais onde serão implementadas uma ou mais tecnologias de baixa emissão de carbono apoiadas pelo projeto: sistemas de Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), também entendidos pelo PRS – Cerrado como Sistemas Agroflorestais (SAFs), e/ou Recuperação de Pastagens Degradadas (RDP). As UMs se diferenciam das Unidades Demonstrativas (UDs) previstas no programa. As UDs são as áreas de referência dentro da propriedade rural que já têm em uso algumas das técnicas sustentáveis previstas no PRS – Cerrado. Para que produtores(as) e outros(as) interessados(as) vejam na prática o uso dessas tecnologias, o projeto oferece os Dias de Campo, momento em que trabalhadores(as) rurais, técnicos(as) e extensionistas dividem experiências e conhecimento sobre as atividades sustentadas no âmbito do projeto.


Chamada Integrada de OSPs/UMs
Submissão de propostas: 25/01 a 01/03
Seleção: 26 OSPs e 3.000 UMs
Quem pode participar: Associações, Cooperativas, Central de Associações/Cooperativas, Sindicatos ou outras instituições formalmente estabelecidas há pelo menos um ano
Assessoria de Imprensa PRS - Cerrado
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
+ 55 61 99618-3422 / 61 98405-3943

Mais Artigos...

Festival de Dança de Bambuí