20
Dom, Set
ptenfres

 

por Nancy Gonçalves Dias

 

Nos tempos  da adolescência                                                                                                                                      Embriagavam em meus sonhos meus                                                                                                                                 Deliciava e gozava o pecado                                                                                                                                                        De olhar-me e ser amada.

****

Tornei-me uma linda mulher                                                                                                                                                  Lindos cabelos ,raios dourados                                                                                                                                                     Fui amada, idolatrada                                                                                                                                                                    E um anel de noivado ganhei .

****

Tempo de maternidade                                                                                                                                                                 De frutos polpudos me   nutria.                                                                                                                                                     O tempo passava tão de mansinho !                                                                                                                                               Que me evangelizava com violetas.

***

Um dia a carne latejou:
E o fruto do meu amor nasceu .
Secou-se o ventre
E rasgou-se minhas fantasias .

***

O tempo passou como o vento.
Restando-me apenas as rugas ,
A marca do outono já colhido .
Tudo é memória... memória dorida...



 

por Nancy Gonçalves dias


Um azul anil no céu se via
Uma linda canção se ouvia,
que no silêncio  do  meu
quarto acordou-me.


Uma linda canção se  ouvia,
passando junto a brisa matutina.
O som suave  da melodia,
espalhava pelo quarto d'ouro.


Dormi cheia de sonhos
e de esperança!
Por entre doces sonhos
brincava  como uma criança.


Mamãe acordando-me  em canção,
mudou meu sonho  de criança.
Para que eu despertasse, assim
ficando na lembrança?


Um azul anil no céu se via,
e uma canção  mais doce  se ouvia!
E agora!..Lembranças...
Esta nova criatura

 

 
 
 

 

por Nancy Gonçalves dias

 

Faz tanto tempo!                                                                                                                                                                                                      Hoje lembrei-me dos teus encantos .                                                                                                                                                                    As Lembranças  trouxeram-me de longe                                                                                                                                                                   As alegrias  de outrora

Houve uma noite, linda noite,
Em que no céu estrelas cintilantes,
O luar tão belo se fez presente,
Que a convidei à praia passear.

Noite estrelada, infinito calmo!
Nosso amor mais belo se tornou!
Juras de amor se ouviu
E como testemunha, a suave
brisa que por ali passava.

Hoje sinto dó de você                                                                                                                                                                                          Que pôs esperança
Na minha  triste pessoa!                                                                                                                                                                             As Alegrias de outrora não existem mais,
Com o tempo mudaram
E tornaram -se tristezas.

 

 

                                              Por Nancy Gonçalves dias

 

No  outono é tempo de recolher

Os grãos da abundância

E  depois de guardá-lo

Preparar a terra para o repouso

quando  o inverno chegar

 

Como o sol se recolhe

Dando lugar às forças da natureza

As  sementes também concentram

Uma luz em sua película

 

O outono evoca ao homem

A delicada função de levar a luz

para iluminar o seu interior .

 

É  tempo de meditação e cuidar de si!

Faz-se o pão com o cereal colhido .

 

 

Mais Artigos...

Festival de Dança de Bambuí