14
Dom, Jul
ptenfres

Ferramentas

O escritor mineiro Gus-tavo Soares lançou seu primeiro livro: “Histórias que papai contou e lições que aprendi” no dia 12 de novembro, em Belo Horizonte de 2022, e no dia 25 de novembro de 2022, em Bambuí, sua cidade natal. O título, publicado pela VS2 Educação Ltda., tem ilustrações de Luísa Chaves Diamante e comentários do professor Dom Joaquim Giovani M. Guimarães, reitor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, e do premiado escritor e jornalista mineiro Leo Cunha. Voltado ao público infantil (5 a 11 anos), o livro registra momentos da infância do autor, quando ele ouvia seu pai lhe contar deze-nas de histórias. Á partir de uma situação problema discutida entre os dois, surgia espontaneamente um caso, uma fábula ou uma narrativa que servia de reflexão e aprendizagem. “São oito histórias ilustradas artesa-nalmente, e a nona apresentada com o punho do contador de histórias. Segundo o autor, o projeto do livro foi realizado entre 2010 e 2020, seguido de 30 meses de execução propriamente dita. “Trata-se de um tributo a meu pai, hoje com 87 anos, por meio de uma obra que deixaria nossa memória a respeito dele viva por muitos anos”, detalha. “O processo de criação envolveu muita gente. A ilustradora fez tudo de forma artesanal, na aquarela. Eu me matriculei em um curso de cinema para aprender a roteirizar.
Várias crianças ajudaram na validação das narrativas e ilustrações. Meu pai participou da gravação de áu-dios. Outros participaram de atividades des que en-volviam design gráfico, registros, revisões, enfim, trata-se de uma obra a várias mãos. Sou grato a todo mundo”, completa o autor. Gustavo optou por recursos da tecnologia assistiva, a fim de tornar o livro inclusivo. O QR-code permite que o leitor também ouça cada página, sendo a voz principal do contador de histórias, seu pai . O título valoriza o município de Bambuí, onde todas as histórias acontecem, sendo que uma mapa da cidade apresenta as regiões em que tudo se desenrola. Há ainda um glossário que explica ter-mos caipiras e curiosidades, como “cumadi”, “matuto” e “os porcos são amarrados pelo pé” .
O autor estreando no segmento literário, pois é doutor em Engenharia Elétrica e professor adjunto na Pontífícia Universidade Católica de Minas Gerais. Paralelamente à escrita, desenvolve pesquisas e ori-entações científicas com foco em inteligência compu-tacional, otimização e to-mada de decisão.
É um colecionador de histórias desde criança. Algumas ele ouviu, outras aconteceram com ele, e o restante inventou. O autor se diverte em misturar fatos, mitos, parábolas, fábulas, anedotas e casos para fazer comparações, analogias ou reforçar uma ideia nas conversas cotidianas, com familiares ou no trabalho. “Contar histórias é uma coisa, escrever é outra”, ressalta. Para ele, esta obra de ficção representa um marco literário, pois, devido à sua formação acadêmica e atuação profissional, toda a produção até então esteve relacionada a números, algori-tmos e tecnologia.

Festival de Dança de Bambuí

quadrado destaques - Maria amélia doces 18 -2
Banner quadrado -  3 Rodrigo Fores
Banner Quadrado  Sicoob - 5
Quadro feito com folhas secas
Quadrado destaqu  22 anos Vl -
Banner quadrado  Fibra Mais   16
Banner  Destaques -DX Informática
Banner destaques 19 -1-Flores Secas
Banner quadrado 11