05
Ter, Jul
ptenfres

Ferramentas

O que eu esperava que fosse bem rápido à passagem da Covid -19 em mim, foi a doença mais longa que tive em toda a minha vida e que me deixou com várias sequelas.
Depois do luto, em que perdi o meu esposo, veio a confirmação da médica plantonista:
-Seu teste deu covid! E preciso internar urgente na UTI . -Perguntei a médica:
-Este Hospital tem tratamento precoce para a covid:
- Não, não tem, confirmou ela.
Disse a minha filha:
- Vamos sair daqui imediatamente e farei o tratamento em casa.
Era 1 hora da manhã quando saimos do Hospital. Telefonei para minha nora dizendo-lhe que iria fazer o tratamento da covid em sua casa. O motivo foi que todos de sua família já estavam com covid. Foi uma bênçao de Deus ao tomar esta decisão. Chegando em sua casa, já me esperava com antibióticos, cloroquina, ivermectina, injeções anti-coagulantes, corticoide, vitaminas C e D. Estava tranquila e dormi bem à noite. Logo, logo, já comecei a sentir os primeiros sintomas da doença, que me trouxe uma fraqueza enorme que não conseguia ter ânimo até para alimentar. Durante uns 20 dias fiquei de repouso. Graças a Deus, a minha família e ao médico Dr. Luciano Martins que cuidou de mim, consegui a recuperação.
Depois de uns quinze dias voltei ao mesmo Hospital para fazer um exame de sangue para verificar se estava tudo normal.
A entregar-me o exame horas depois, a médica plantonista disse-me que a minha glicose estava muito alta e que era preciso internar-me para o tratamento. Queria internar-me na UTI para que eu tivesse mais assistência médica. Mais uma vez relutei-me em ficar internada e fiz o tratamento com uma endocrinologista indicada pela minha nora.
Iniciei logo o tratamento com uma dieta muito rígida para abaixar a glicose. Além da glicose alta, tive uma miocardite falsa, queda de cabelo, dor na coluna, e uma tosse persistente que tenho até hoje! Uma covid longa com muitas sequelas, com perda de peso e falta de apetite.
Graças a Deus como diz o ditado:
“Depois da tempestade vem a bonança!”
Hoje, estou quase boa, sendo acompanhada por um endocrinologista, uma nutricionista e um cardiologista.
Graças à Deus, venci com muita fé em Deus a doença, com o amparo de minha família e médicos maravilhosos que estão me acompanhado nesta recuperação!
Nesse mês de junho, celebro mais um ano de vida! Agradeço sempre a Deus pelo dom da vida!
Que Deus continue a me dar forças e muita saúde para que eu possa seguir em frente, até quando Deus assim o permitir.

Feliz Aniversário!
Tim...tim!

Festival de Dança de Bambuí