22
Sex, Out
ptenfres

Ferramentas

elembrando o poema de Luis Guimarães Júnior:

“Como a ave que volta ao ninho antigo,
Depois de um longo e tenebroso inverno ”...

Assim, como na poesia, voltei ao meu lar, depois de um longo inverno! Ao entrar, senti um vazio tão grande e não contive a emoção, sendo acariciada pela minha neta Rafaela e minha amiga Deja! Fui até a sala de TV, onde meu esposo passava a maior parte de seu tempo! Não contive as palavras e disse. Cheguei! Era assim que falava todas as vezes que voltava da rua.Saudades eternas! Durante sessenta anos convivi harmonicamente, com meu esposo Wilson O.Dias
Meu esposo era muito sadio, nunca na vida precisou de tratamento hospitalar! De repente, passou por uma desinteria, fraqueza, perda de apetite. Foi levado a Brasília para exames, onde foi internado, em um Hospital local, recebendo o carinho de toda equipe hospitalar. Infelizmente veio a falecer.
A família optou pelo crematório, devido a distância até a cidade de Bambuí. Foi uma cerimônia muito linda, com um fundo musical com algumas músicas de sua preferência! Estiveram presentes familiares e amigos da família. No final oitenta e dois balões brancos, (n° de sua idade) coloriram o céu de Brasília para homenageá-lo e dar o adeus da família! Suas cinzas foram depositadas no jardim da casa de meu filho, ao lado da Igrejinha, uma réplica da Igrejinha Imaculada Conceição, de Bambuí. Depositamos suas cinzas, juntamente com uma muda de ipê amarelo.
Uma mensagem espiritual?
Quando completou exatamente um mês, pós o seu falecimento, uma grande surpresa! Uma muda que era um caule fininho, com algumas folhas secas, quatro lindas e delicadas flores amarelas, cor de ouro surgiram no topo do caule surpreendendo e encantando a todos! Ficamos surpresos porque é preciso de uns três anos para um ipê florir. Aquelas flores surgidas, naquele caule que parecia sem vida foi interpretada pela família como uma mensagem espiritual:
-Estou bem! Estou tranquilo!Não chorem por mim!
Aliviados e tranquilos entramos no interior da pequena Igrejinha e rezamos o Terço da Misericórdia, em sufrágio de sua estimada alma!
Após dois dias de luto, fiz um exame, no mesmo Hospital,onde testou positivo para covid! A médica que me atendeu, sugeriu, naquele momento a minha internação, na UTI, para o tratamento.
O tratamento é precoce, perguntei?
-Não, não é precoce!
-Sinto muito! Então não vou me internar, prefiro o tratamento precoce, respondi! Minha filha que me acompanhava assinou um termo de responsabilidade e saímos do Hospital. Como toda a família de meu filho estava com covid fui para a sua residência e logo ao chegar recebi o tratamento precoce, de acordo com o médico da família, Dr Luciano Martins que viera me visitar, dando-me uma atenção especial devido a minha idade, indicando-me mais outros remédios para completar o tratamento com: Cloroquina, Hidroxicloroquina, Ivermectina, Azitromicina, corticoide, anticoagulante injetável no abdomen, completando com vitamina D, açafrão em cápsula e dicas para deitar de bruço, para melhorar a oxigenação dos pulmões. Cito aqui o carinho de minha neta Rafaela,que foi um anjo que caiu do céu, acompanhando-me durante todo o tratamento, dando-me até alimento na minha boca devido a fraqueza em que eu encontrava. Outro casal amigos e médicos, Dr Fábio Buissa e sua esposa, Dra.Bruna Esquenazi, foram importantes em minha recuperação! Passei muito mal com febre, pressão alta, falta de apetite, desinteria, desidratação, mesmo tendo todo o cuidado anteriormente contra a covid, sendo vacinada com duas doses da coronavac, vacina antigripal, vacina contra a pneumonia, tratamento com as vitaminas D, C e Zinco. Graças a Deus, depois de vários dias acamada, já estava recuperada!Voltei ao Hospital novamente, para exame de sangue para ver se tudo estava normal! Infelizmente, constatou uma glicose altissima! Mais uma vez a médica que me atendeu queria internar-me e aplicar-me insulina. Resistente ao internamento, procurei a médica especialista em endocrinologista, Dra Luiza Gouveia que está me dando toda assistência médica. Graças à Deus, no momento estou maravilhosamente bem!
Este depoimento, é para mostrar aos amigos que o tratamento precoce salvou minha vida, de minha família, e de vários amigos que foram contaminados ao visitar-nos durante o luto .

Festival de Dança de Bambuí