14
Sex, Maio
ptenfres

Ferramentas

Comemorar os 21 anos de um Jornal tão importante para a cidade de Bambuí, fazendo parte dele, é como ganhar o presente de aniversário do aniversariante. Sendo assim, deixo aqui, nas primeiras linhas, minha eterna gratidão à Nancy e também a honra de estar aqui, agora. De fazer parte da história de um meio de comunicação que me instiga e me aproxima do meu povo.

Sabemos que, nesse ritmo acelerado em que vivemos, percebemos não somente o sol nascendo e se pondo com tamanha rapidez, mas também somos bombardeados frequentemente com informações. Poderia relatar diversos problemas dessa velocidade de palavrinhas que nos resulta em falas rápidas e comunicação acelerada. Mas, trago hoje o meu amor pela comunicação, pela informação, pelos diversos conteúdo.

Não há como falar do processo de formação do amor pela arte e comunicação na minha vida,sem citar os amados e admirados professores, presentes em cada espaço-tempo daquilo que me preenche, quando cito sobre a minha infância e adolescência. Meu relacionamento com eles me formou como pessoa e me fez apaixonar pela diversidade do mundo.
Cresci, e já na academia me encontrei com pessoas incríveis e com matérias inesquecíveis,como Rádio, Jornal e TV. Confesso, o impresso ainda me impressiona, me move, me instiga. Sou menino do papel, da caneta. Adoro as letrinhas miúdas, as informações diagramadas, as publicidades pixeladas

Da história no mercado publicitário de Goiânia, do estágio em uma multinacional até aerência de comunicação de grande fotografa de casamentos da cidade, vivi grandes e incríveis experiências, que em termos clichês, com muito orgulho, me trouxeram até aqui. Sempre senti que precisava agradecer de alguma maneira a minha cidade por isso.
No ano pandêmico, quando pensei que estaria recluso da sociedade e das oportunidades,surpreendentemente surgiram diversas, e uma delas, foi poder estar aqui, agora, no Jornal da Canastra como colunista. Nancy fez o convite dentro da loja do meu avô, a Calçados Lasmar,enquanto falamos sobre uma possível publicidade dele. Recebi com felicidade e rapidamente enviei o texto para a primeira publicação do Relicário da Alma. A partir daí, como quem chega na plenitude da concretização do seu lado profissional e pessoal, posso estar aqui e contribuir mês a mês com minhas experiências, meus pontos de vista, minhas histórias.

Doar de volta, com todo amor do mundo, tudo que recebi até aqui da cidade que em que nasci, que se faz presente na minha forma de olhar o mundo, de degustar os sabores, de apreciar os cheiros, do meu sotaque, do sentir, existir.

Gio Lasmar
@giolasmar

   Giordânio Lasmar - @giolasmar
                                                     Publicitário e comunicador nato.Ama arte, moda e blogar,idealmente tudo ao mesmo tempo.

Festival de Dança de Bambuí